terça-feira, 28 de julho de 2009

Raio-X da reta final do turno do Brasileirão

Faltam cinco rodadas para terminar o 1º turno do Campeonato Brasileiro. Nessa reta da competição, vão sendo definidas as aspirações das 20 equipes. Este blog faz uma analise dos jogos restantes e a situação de cada clube na classificação. Acompanhe e analise contra quem seu time joga, as chances dele subir, ou as possibilidades de despencar na tabela de classificação, os adversários mais complicados ou aqueles jogos em que três pontos estão praticamente garantidos.

ATUAL ZONA DO REBAIXAMENTO


Náutico (20o) – 11 pontos
O que resta: Santos (C), Flamengo (F), Corinthians (C), Santo André (C), Avaí (F)
Pode chegar – 26 pontos
O Timbu venceu apenas duas partidas, uma em casa e outra fora. Faz três jogos no Aflitos, onde venceu somente na 2ª rodada. Tem a pior defesa da competição e caminha a passos largos para a Série B.

Fluminense (19º) – 11 pontos
O que resta: Palmeiras (F), Atlético/PR (F), Sport (C), Vitória (F), Coritiba (C)
Pode chegar – 26 pontos
O Tricolor também triunfou apenas duas vezes, ambas em casa. Não vence desde o dia 07 de junho, quando bateu o Botafogo. O aproveitamento de Renato Gaúcho nunca foi dos melhores, a não ser na última passagem pelo clube.

Atlético/PR (18º) – 12 pontos
O que resta: Goiás (F), Fluminense (C), Cruzeiro (F), Botafogo (F), Barueri (C)
Pode chegar – 27 pontos
É o time que mais perdeu, oito vezes. Dessas, metade foi na Arena da Baixada, onde sempre fez grandes partidas. O Furacão flerta perigosamente com a Série B, caso não melhore o rendimento em casa.

Sport (17º) – 13 pontos
O que resta: Cruzeiro (F), Palmeiras (C), Fluminense (F), Inter (F), São Paulo (C)
Pode chegar – 28 pontos
O ano começou como um sonho para o Sport. Após a eliminação na Libertadores, o time começou a viver um pesadelo. Trocou pela segunda vez de treinador, prática perigosa que costuma terminar em rebaixamento.

ATUAL ZONA INTERMEDIÁRIA

Cruzeiro (16º) – 14 pontos
O que resta: Sport (C), Grêmio (F), Atlético/PR (C), Coritiba (F), Santos (C), Botafogo (F)
Pode chegar – 32 pontos
A tabela não é das piores para os celestes até o final do turno. Tem uma partida a menos e, das seis que restam, joga três no Mineirão enfrentando times que estão no desespero, como Sport e Atlético/PR

Botafogo (15º) – 15 pontos
O que resta: Coritiba (F), Barueri (C), São Paulo (F), Atlético/PR (C), Palmeiras (F), Cruzeiro (C)
Pode chegar – 33 pontos
O Botafogo vai melhorando lentamente. A chegada de reforços dará força ao time de Ney Franco. Tem uma partida a menos e deve subir na tabela, assim como Cruzeiro.

Coritiba (14º)– 15 pontos
O que resta: Botafogo (C), Atlético (F), Santos (C), Cruzeiro (C), Fluminense (F)
Pode chegar: 30 pontos
O Coxa reagiu no campeonato após o péssimo início, mas a equipe não consegue bons resultados fora do Couto Pereira. Alterna grandes partidas com apresentação abaixo da crítica. Até aqui, apenas uma vitória e cinco derrotas longe de Coritiba.

ATUAL ZONA DA SUL-AMERICANA

Santo André (13º)– 17 pontos
O que resta: Corinthians (C), Goiás (C), Avaí (F), Náutico (F), Inter (C)
Pode chegar – 32 pontos
O Ramalhão conseguiu bons resultados no início do campeonato, principalmente fora de casa, mas a gordura está acabando. O time parece começar a sentir os jogos a cada três dias, está caindo na tabela e não tem mais o treinador Sérgio Guedes. Os jogos até o fim do turno são complicados.

Santos (12º) – 17 pontos
O que resta: Náutico (F), Inter (C), Coritiba (F), Avaí (C), Cruzeiro (F)
Pode chegar: 32 pontos
Ainda instável, o Santos está com um aproveitamento ruim em casa onde sempre foi muito forte. Foram duas derrotas, três empates e três vitórias na Vila. Fora de Santos, o time venceu apenas o Fluminense.

São Paulo (11º) – 18 pontos
O que resta: Grêmio (C), Vitória (F), Botafogo (C), Goiás (C), Sport (F)
Pode chegar: 33 pontos
O tricolor começa a reagir no campeonato. Não perde há três partidas e a confiança parece voltar ao Morumbi. Deve subir na tabela até o final do turno e colocar o tricolor paulista fora da briga é impossível.

Avaí (10º) – 19 pontos
O que resta: Vitória (C), Corinthians (F), Sto. André (C), Santos (F), Náutico (C)
Pode chegar: 34 pontos
Uma reação surpreendente do Avaí, que saiu da lanterna para o meio da tabela. O time agora está com um aproveitamento razoável em casa e bom como visitante. A tabela favorece o time pelos jogos que ainda fará em Florianópolis.

Flamengo (9º) – 20 pontos
O que resta: Atlético (C), Náutico (C), Goiás (F), Corinthians (C), Grêmio (F)
Pode chegar: 35 pontos
Tem uma tabela até certo tranquila, diferente da situação na Gávea que nunca está em calmaria. O time tem dois jogos seguidos em casa e até o fim do turno faz mais um jogo no Maracanã contra o desfalcado Corinthians.

Grêmio (8º) – 21 pontos
O que resta: São Paulo (F), Cruzeiro (C), Palmeiras (F), Barueri (F), Flamengo (C)
Pode chegar: 36 pontos
Ao contrário do Flamengo, a tabela é complicada para o tricolor gaúcho. Tem jogos difíceis na reta final do turno e faz três dessas partidas fora de casa. Se o time ainda não perdeu em casa, também não triunfou fora.

Barueri (7º) – 22 pontos
O que resta: Inter (F), Botafogo (F), Vitória (C), Grêmio (C), Atlético/PR (F)
Pode chegar: 37 pontos
A boa campanha no turno dá uma gordura para o caçula. O time perdeu apenas duas vezes, uma em casa e outra fora, e os tropeços, se aparecerem no final do turno não devem jogar o Barueri muito para baixo na classificação.

Goiás (6º) – 23 pontos
O que resta: Atlético/PR (C), Sto. André (F), Flamengo (C), São Paulo (F), Vitória (C)
Pode chegar: 38 pontos
Venceu quatro vezes como visitante e sabe jogar nessa situação. Tem um bom treinador, venceu as três últimas partidas e pode subir ainda mais na tabela pelos jogos que ainda têm pela frente.

ATUAL ZONA DA LIBERTADORES

Corinthians (5º) – 23 pontos
O que resta: Sto. André (F), Avaí (C), Náutico (F), Flamengo (F), Atlético (C)
Pode chegar: 38 pontos
A pergunta é: como o Timão se comportará sem quatro jogadores importantes, três negociados e um contundido? A tabela é boa para o time, mas Mano Menezes terá que montar praticamente uma nova equipe.

Internacional (4º) – 24 pontos
O que resta: Barueri (C), Santos (F), Atlético (C), Sport (C), Sto. André (F)
Pode chegar: 39 pontos
Pelo início do Colorado, parecia que levaria com tranquilidade o campeonato. O time sofreu uma queda, mas tem elenco para terminar na boa colocação que está o 1º turno, desde que supere os problemas de relacionamento.

Vitória (3º) – 24 pontos
O que resta: Avaí (F), São Paulo (C), Barueri (F), Fluminense (C), Goiás (F)
Pode chegar: 39 pontos
A surpreendente campanha do Vitória está escorada na bela campanha como mandante. Venceu seis e empatou apenas uma. Se mantiver a campanha em Salvador nas últimas rodadas, terminará o turno na parte de cima.

Palmeiras (2º) – 28 pontos
O que resta: Fluminense (C), Sport (F), Grêmio (C), Atlético (F), Botafogo (C)
Pode chegar: 43 pontos
Obina em estado de graça, o time com uma grande campanha e Muricy Ramalho iniciando o trabalho. Aliado a isso, três jogos em casa na reta final do turno. Melhor, impossível.

Atlético (1º) – 28 pontos
O que resta: Flamengo (F), Coritiba (C), Inter (F), Palmeiras (C), Corinthians (F)
Pode chegar: 43 pontos
Tem uma tabela difícil até virar o turno, enfrentando três equipes que estão nas primeiras colocações. Vencer as duas partidas em casa e conseguir algum ponto fora é fundamental para manter o time entre os quatro primeiros. Os pontos conquistados fora de casa no início do campeonato proporcionam uma tranqüilidade maior para o Galo na reta final.


2 comentários:

Blog do Deco disse...

Muito bom Post Rivelle!!! Esta é a maneira CERTA de analisar a tabela e a classificação, o que chamo de Classificação REAL!! Quais os principais confrontos? Quem teve os adversários mais fracos? mais fortes? quem jogará mais em casa? fora? Tudo muito bem explicado e colocado! Só não entende o que vai acontecer quem é cego! Parabéns!

Blog do Tavares disse...

Concordo com o Deco. Muito bom post, analisando como deve ser.

O "pode chegar" é friamente pela quantidade de pontos que faltam, mas sabemos que principalmente Náutico e Fluminense dificilmente chegaram perto disso.

Abraços